Delegacias da Zona Sul estão Sem Banheiro

As sete delegacias da Zona Sul do Rio estão com os banheiros para o público interditados. Na terça-feira, duas equipes percorreram os distritos para verificar as condições de infraestrutura das unidades e as condições de trabalho a que são submetidos os policiais.

Na 11º DP (Rocinha), o banheiro estava com sacos de lixo entulhados e sem água por causa de uma obra na caixa d’água no complexo esportivo vizinho à DP.

Na 15ª DP (Gávea), o mau cheiro exalava do banheiro de uso comum, e o local estava também sem água e com as pias quebradas.

Na 14ª DP (Leblon), o banheiro feminino estava interditado e o masculino, que se tornou o único da área de espera do público, trancado com chave. Além disso, dentro do banheiro há cabines interditadas.

Na 13ª (Ipanema), um aviso na porta alertava para a interdição do banheiro masculino, que fica em frente às mesas de atendimento à população, atrás do balcão.

Na 12ª DP (Copacabana), há um cone que sinaliza que o acesso aos banheiros não é possível. Há também avisos nas portas.

Um papel colado na porta do banheiro unissex da 10ª DP (Botafogo) diz que ele está interditado.

Já na 9ª DP (Catete), mais um aviso para a população da precariedade dos banheiros para o público nas unidades policiais. Na parede descascada ao lado do balcão de atendimento um cartaz informava: “banheiro quebrado”.

Além da falta de banheiro, outros problemas foram encontrados nas sete delegacias da Zona Sul. Os repórteres viram portas presas com fitas adesivas, buracos nas paredes, pinturas desgastadas, cadeiras rasgadas e sem encosto.

Quarenta e oito horas depois de ser questionada sobre os problemas nas delegacias, a Polícia Civil ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *