Vazam Fotos da Jovem Assassinada na Cadeia

A Polícia Civil investiga o vazamento de fotos do corpo da jovem de 22 anos espancada no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Jundiaí (SP) pelo companheiro preso. A pena prevista para o crime de vilipêndio de cadáver, que é a exposição das imagens, é de prisão de um a três anos, além de multa.

De acordo com a delegada da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Jundiaí Renata Yumi Ono, a família da vítima Nicolly Guimarães Sapucci, de Bragança Paulista (SP), comunicou à polícia que fotos que seriam da jovem estão circulando em grupos de aplicativos de mensagens.

“A pessoa que se esconde atrás da tela de um computador acreditando que está fora do alcance da polícia ou das leis deixa uma trilha de pistas. Cada acesso, curtida ou compartilhamento cria um rastro que levará até o criminoso”, explica a delegada.

Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), Nicolly visitava o companheiro Michael Denis Freitas, de 25 anos, preso por roubo no domingo (27) quando foi atacada. A ação só foi percebida pelos agentes penitenciários ao fim do período de visita, quando houve a contagem dos visitantes.

Na busca, Nicolly foi encontrada desmaiada e com ferimentos graves. A vítima foi levada para o Hospital São Vicente e morreu durante atendimento com traumatismo craniano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *